quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Base do governo Lula/PT

Bem gostaria de começar esse post como uma opinião que acredito que será bem polêmica, mas de qualquer forma é difícil discutir política sem gerar polêmica, sendo assim vamos lá: no meu modo de enxergar o governo LULA eu vejo que a base deste governo foi justamente o governo de Fernando Henrique Cardoso (FHC) que ele tanto criticou, digo isso porque se formos analisar só foi possível implementar as políticas paternalistas em função da economia que se via podemos dizer “controlada”, tendo em vista que o plano real controlou a inflação e trouxe ao Brasil a estabilidade da moeda; baseando-se nisso o LULA investiu em um governo de visual atrativo onde todos os programas tinham cunho apelativo à população carente e de baixa renda, fora os programas unificados e trabalhados, programas estes que já eram herança do governo FHC como o bolsa escola, bolsa gás, bolsa alimentação entre outros que foram unificados se tornando o bolsa família, ou ainda o FIES ( Fundo de Financiamento Estudantil) que era denominado de apenas fundo estudantil.
De forma geral o Lula fez uma reforma sem mudar muitas coisas, apenas floreando por assim dizer e levando todo o crédito, entendam que não digo que o governo LULA foi ruim, não é este o ponto, minha alegação é de que qualquer um com certo conhecimento político e a malandragem de um sindicalista experiente teria feito o que o LULA fez, entretanto a população se prende demais ao imediatismo, acredito que isso se deva um pouco também devido a ignorância política (assunto que renderia um post inteiro, e acredito que isso ocorrerá em breve) que é tão eloquente em nosso país, se analisarmos é vergonhoso um Presidente da República que recebe líderes de distintos países os quais têm como idioma nativo o Inglês e alega que os mesmos têm que se limitar a dialogar em português, quando nem este idioma que é o seu nativo o próprio presidente possui fluência, por estes e por demais situações que vivenciamos como admitir o uso de mídias piratas, podemos analisar que faltou certo preparo para um Presidente da República, acho que isso se deve também ao fato de que hoje não é exigido o mínimo de escolaridade para se candidatar à um cargo público, mas isso é assunto para outro posto que devo publicar em breve. Aguardem e se inscrevam no blog.
Mas olhem esse vídeo que ajuda a ilustrar um pouco do que tentei passar no post acima:



Jefferson Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário