segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Debate da Record x resumo da semana

Acho que em meio a tantas críticas da falta de propostas sobrepujada pelo excesso de ataques pessoais por meio dos candidatos, o debate da Record foi caracterizado pela retranca dos candidatos que procuraram se manter mais diplomáticos evitando as críticas pesadas, o que o tornou ainda mais monótono, me lembrando dos debates do primeiro turno onde tínhamos aquele elevado número de candidatos, pois eu senti um nível de tensão tão alto que faltou traquejo de ambas as partes para apresentar de forma coerente suas propostas, onde se concentraram em propagandear os feitos passados de seus governos e se defender das críticas por parte do outro candidato, dessa forma acho que o Aécio Neves levou desvantagem pois ficou um pouco incoerente em seu discurso de futuro, acredito que uma mostra de competência seja assim trabalhos e governos passados, mas se basear tanto assim para apresentação de plano de governo fica algo maçante.
Outra coisa que gostaria de ressaltar é que nesta semana que se passou o Aécio teve 20 minutos de propaganda eleitoral, sim 20 minutos! Pois o horário da candidata Dilma Rousseff é destinado quase que na íntegra para difamar o candidato do PSDB, bem ou mal isso não é ponto, o ponto é que falando tanto do candidato o PT se mostra ineficaz, pois por ter a máquina administrativa nas mãos teria quase que por obrigação nos mostrar a eficiência de sua gestão nesses últimos 4 anos visando assim convencer o eleitorado de que conceder-lhes mais 4 anos seria a decisão mais assertiva.
Outra coisa que deixa estarrecido (verbo tão usado pela candidata Dilma Rousseff ontem no debate da Record) é a candidata petista vir citar que irá criar o Pronatec aprendiz, quando na verdade isso já existe e funciona da seguinte forma: todas as empresas de médio e grande porte devem contratar um número de aprendizes equivalente a um mínimo de 5% e um máximo de 15% do seu quadro de funcionários cujas funções demandem formação profissional. No âmbito da Lei da Aprendizagem, aprendiz é o jovem que estuda e trabalha, recebendo, ao mesmo tempo, formação na profissão para a qual está se capacitando. Deve cursar a escola regular (se ainda não concluiu o Ensino Médio) e estar matriculado e frequentando instituição de ensino técnico profissional conveniada com a empresa.

Sendo assim reparem que o que ela alegar que irá criar já existe desde 2000 e aperfeiçoado em 2005, para que não reste dúvidas quanto a isso seguem anexos de sites governamentais que alegam e dão veracidade ao que cito acima.



Jefferson Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário