quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Para o brasileiro política agora só daqui dois anos

     Há muito tempo eu não tinha mais duvidas, entretanto depois de ontem se ainda as tivessem as mesmas teriam caído todas por terra: o brasileiro é mesmo um alienado sem remédio, isso se mostrou plenamente claro quando eu vi torcedores atleticanos saírem enlouquecidamente na rua depois das 0:00 hrs de hoje comemorando o título de campeão da Copa do Brasil, apesar de não ser fã de futebol não critico quem é, até mesmo porque considero um divertimento saudável, entretanto não podemos transcender o limite do respeito, vivemos em sociedade,de responsa talvez o nosso vizinho não queira ser incomodado por um torcedor inconveniente as tantas da manhã, talvez este mesmo vizinho queira dormir pois precisa levantar cedo no dia seguinte para ir trabalhar, talvez tenha criança pequena em casa ou qualquer outro motivo que não torna permissível que o outro invada seu espaço.
     Porém apesar de todos esses argumentos citados acima, pra mim o mais preocupante é que o brasileiro dê tanta importância para questões secundárias como um jogo de futebol, um reality show, ou até mesmo o ultimo capítulo da novela das nove, mas que não dê a minima para os escândalos de corrução que assolam o país, como o dinheiro público tem sido sugado pelo ralo da corrupção e como o atual governo tem utilizado de métodos escusos para driblar a lei de diretrizes orçamentarias (LDO) e fugir das punições por suas transgressões, o que eu percebo no país é que política é um assunto que virou apenas recurso pra quebrar silencio em grupos fechados (sejam eles entre colegas de  serviço, na fila do banco ou até mesmo dentro do ônibus ou metrô) assim como quando ficamos sem assunto e reclamamos do tempo, hoje isso é a política na cabeça do brasileiro, onde todos reclamam da atual administração (independente de quem quer que seja) só mesmo pra quebrar o silêncio, até mesmo porque apenas uma minoria teria condições de relatar com exatidão e certo conhecimento o que se passa no cenário nacional.
     Acho que não tem mesmo jeito no Brasil, política é mesmo algo que só existe de dois em dois anos, ou pelo menos assim se faz na cabeça dos brasileiros.


Jefferson Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário