quinta-feira, 23 de abril de 2015

Gol contra o Brasil

     Ontem estava em uma pizzaria do meu bairro quando a televisão da mesma começou a transmitir ao vivo o jogo de futebol, até então nada de anormal, entretanto o que me causou tamanho estranhamento foi o fato de que a cada lance errado ou gol perdido os torcedores sofriam, xingavam e demonstravam sua indignação com o time, até que o mesmo marcou um gol e todos os telespectadores devidamente caracterizados com suas camisas gritaram e comemoraram de forma veemente, entenda você o meu estranhamento: Será mais do mesmo? Do velho e conhecido Pão & Circo? Exatamente! Acredito eu que não podemos nos dar o direito de vivenciar de forma tão árdua um jogo de futebol enquanto vivemos uma economia em frangalhos, total desgoverno, impostos subindo, gasolina mais cara do mundo, "pacotão de ajustes fiscais" e serviços públicos precários.
     E ainda há quem ira ler este texto e falar que isso é uma mera critica de quem não é fã de futebol ou que mediante tanta corrupção o brasileiro merece divertimento, e é ai que mora o perigo pois enquanto nos permitirmos divertimentos secundários, quando vivemos problemas nos setores primários estaremos fadados a viver um governo que se sente no direito de imputar a população o custo de sua ingerência, como diz o economista Rodrigo Constantino: pagamos impostos escandinavos por serviços africanos, para enfatizar o problema de forma emblemática vou citar Edmund Burke: Para que o mal triunfe basta que os bons fiquem de braços cruzados, e pelo visto os brasileiros não estão de braços cruzados mas sim gritando em ruas e estádios por seu time favorito enquanto se cala mediante alta dos impostos, parece que se esqueceu que trabalhamos quase cinco meses do ano apenas para pagar impostos, mas tudo bem desde que seu time esteja classificado para a próxima fase da libertadores.
     Acho que isso sim poderia ser considerado um gol contra o Brasil!

Nenhum comentário:

Postar um comentário