quarta-feira, 29 de abril de 2015

PL - 4330

     Estamos presenciando um enorme embate de ideias a respeito da PL 4330, sobre as terceirizações, PL que foi aprovada na câmara dos deputados quase que a toque de caixa, sob as bênçãos de seu presidente Eduardo Cunha (PMDB) e que parece não ter o mesmo destino no senado como já dito por seu presidente e colega de partido de Cunha, Renan Calheiros. 
     Acho que ficar batendo na tecla de que tal medida ira rasgar a CLT ou diminuir o direito dos trabalhadores é apenas mais um discurso ignorante de quem não tem conhecimento ou não enxerga que várias terceirizações já ocorrem livremente no país, algo ate muito natural devido a demanda do livre comércio e da globalização, ou ainda desespero de sindicalistas que temem perderem seus associados sem poder de escolha que são quase que obrigados a pagaram contribuição sindical sem terem opção de escolha em se associar ou não a esse ou aquele sindicato de classe.
     Mas enquanto formos alheios as políticas externas e demandas de mercados estaremos sustivésseis a falsas dicotomias como estas e assim poderemos facilmente sermos vitimas da alcunha de inocentes úteis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário