sábado, 17 de outubro de 2015

A falta de argumentos Petistas

Pois bem queria começar este post falando sobre o declaração da nossa presidente Dilma Rousseff na reunião da ONU sobre estocar vento, declaração essa que virou inúmeros memes e afins, porém o que me chamou atenção na verdade foi outro ponto, um poste de uma página no Facebook, a página se chama não te contaram e na mesma eles explicam: estocar vento é algo possivel e que o mesmo já vem sendo feito na Inglaterra, vejam o post:

Leia o texto aqui

Ocorre que primeiramente o artigo falar em usar a camada mais porosa do solo, o arenito, e ocorre que este ar seria comprimido de modo a ser armazenado entre os poros da camada, como eu disse o artigo é mais detalhado, agora seguem algumas observações pessoais:é sabido que a areia é a parte definida como macro porosa do solo com partículas entre 2mm e 0,05mm, sendo assim a parte que mais retém ar devido essa porosidade, e acredito que com o auxilio do arenito que é uma rocha sedimentar tal feito poderia ser feito, mas parece que estamos falando de comprimir o ar, algo parecido com o que é feito na indústria para funcionamento de alguns dispositivos e máquinas, entendam que comprimir o ar é diferente de estocar vento, seria algo para ser estudado mais a fundo pois parece só um meio petista de justificar o injustificado, e eu falo o injustificado por uma razão muito simples, primeiro que a forma como as imagens são dispostas e o termo coxinha empregado em tom pejorativo denotam isso muito bem, caso isso não seja suficiente vamos aos fatos lógicos: Que o estudo existe isso é um fato e talvez até já esteja sendo empregado agora se a presidente tivesse conhecimento e usasse o mesmo como referencia para seu comentário tudo bem, agora é notório que o comentário não foi embasado por nenhum conhecimento técnico e esse é o grande problema e até a piada da história, pior mesmo que isso é petista buscando artigo técnico pra defender as asneiras de nossa presidente, fica difícil levar os petistas a sério dessa maneira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário