quinta-feira, 17 de novembro de 2016

O pior cego é aquele que não quer ver

Hoje no caminho ao trabalho fiquei reflexivo a ver um adesivo colado em um carro com o seguinte dizer: "#eu não voto em ladrão", fiquei a pensar: - Quem é este indivíduo que é tão conivente e permissível a ponto de escolher um candidato pela prerrogativa de ser um ladrão? Alguém que tenha o roubo descarado como método de governo e slogan de campanha?
Retóricas à parte, ninguém vota em ladrão, ninguém vota em corrupto, o que ocorre de fato é que a falta de instrução e conhecimento político, e percebam o quão isso se faz de forma paradoxal uma vez que esse desinteresse pelo assunto se dá ao mar de corrupção que virou Brasília, mas não divaguemos tanto, o que quero permear ao tecer tais comentários é que esse generalismo exacerbado nos afasta de um escrutínio da situação, o discurso é bonito mas vazio, rende likes mas não agrega. 
Outro exemplo disso é uma frase que vejo ser compartilhada constantemente em redes sociais que é: "Legalização do porte de armas para cidadãos de bem!" Nossa que frase forte e emblemática, posso até perder a atenção do leitor ao ironizar a mesma, mas entenda que não é ironia e sim apenas mais uma retórica vazia que pode ser facilmente revelada com a seguinte pergunta: Quem define o que é um cidadão de bem? Como definimos as condutas que fazer deste ou daquele indivíduo um cidadão de bem? Parece teaser do tema do Globo Repórter desta sexta, mas é mais que isso, entendo o escárnio que virou a política e a violência no país, mas nunca vi o radicalismo e o extremismo se mostrarem eficazes em nenhuma política de administração publica, mas já vi grandes ditaduras irem pro buraco com tais prerrogativas e entenda você que não quero apresentar argumentativa nem a favor e nem contra o armamento, só quero mostrar que frases vazias, providas por falsos gurus ( que não fazem mais do que comer e dormir) estão longe de ser a solução de nossos problemas.
Até mesmo porque o imediatismo nunca foi um recurso eficaz, paliativo talvez, mas pra jogar a sujeira pra debaixo do tapete penso que seja mais eficaz comprar uma vassoura e um tapete maior, pois como dizia o filósofo de para choque de caminhão: "O pior cego é aquele que não quer ver".

Nenhum comentário:

Postar um comentário