segunda-feira, 27 de outubro de 2014

A raiz do problema!

     Bem me senti muito familiarizado com o termo usado pelo Evandro Gomes no post abaixo (Ressaca Eleitoral), entretanto a minha forma de avaliar esta que foi a eleição mais disputada da história da nova república vai um pouco mais na "raiz do problema" entendam que falta conhecimento político, instrução sobre o processo eleitoral funcionamento dos três poderes, me entristece algumas argumentativas usadas por alguns eleitores de Dilma Rousseff, aqueles como:

     * Tudo que adquiri foi no governo petista;
     * Voto na Dilma por causa do Lula;
     * Se eu votar no Aécio teremos desemprego e arrocho salarial;
     *  O PT tirou o Brasil do mapa da fome.

     Bem, na verdade já ouvi milhões de motivos que como estes julgo sem fundamento, mas para que entendam que minhas linhas não são mera falácia e que não quero estender demais o texto, vou mostrar como eu vejo esta breve lista de argumentos e porque:

     * Sou um alienado que cresci ouvindo o PT demonizar o governo de FHC e tomo isso como verdade absoluta;
     * Não entendo o que é governabilidade e me debruço em ideias baratas;
     * Tenho a propaganda do PT e o discurso do Lula como verdade absoluta;
     * Não sei o que o mapa da fome representa, mas fico feliz que o Brasil não esteja mais lá.

     Pois bem... primeiro vamos a história (aquela que não pode ser reescrita ou recontada, basta buscar nos livros ou no bom e velho Google) Fernando Henrique Cardoso foi o único presidente da nova república (pós ditadura) a ser eleito e reeleito em primeiro turno, isso pra mim se deve à criação do plano real que reduziu a inflação de 912% para 7,5%, e a forma com que se mostrava competente ao administrar um país quebrado pela inflação e má administração de Fernando Collor de Melo, não podemos ser tão alienados a ponto de votar em fulano por ciclano ou beltrano, entenda que cada pessoa tem uma forma de administrar e conduzir um governo, pois mais assessoria e continuísmo nenhum governo foi ou será igual a outro, esse discurso que o governo FHC combateu a inflação com arrocho salarial e desemprego é outra mentira, vamos novamente a história, quanto a inflação era alta era prática frequente um funcionário ir ao seu patrão para pedir aumento salarial, esse o dava, pois sabia que o mesmo seria corroído pela alta inflação, entretanto quando foi implementado o plano real e houve a queda da inflação quem continuou com essa prática ( mesmo tendo sido alertado pelo governo) quebrou estados e empresas, isso que gerou a alta taxa de desemprego e quanto ao arrocho salarial, nada mais é que uma fábula da CUT  e do Lula na época para aproveitar da situação e criticar o governo, já que sabemos que o mesmo votou contra o plano real, e por último, quanto ao mapa da fome isso não é mérito exclusivo de Lula, mas um país que combate a inflação e tem condições de crescer, mesmo que de forma lenta, claro que sairá deste mapa (pena ter demorado tanto), entendam que saímos (sem a ajuda do fantasma do Fome Zero) mas ainda estramos longe do crescimento que poderíamos ter em função da grande quantidade de recursos que temos.
      Com tudo isso quero só dissertar que o problema do Brasil é cultural, e isso foi determinante para a decisão para a corrida presidencial de 2014, com isso espero que possamos ser mais esclarecidos para termos condição de fazer a diferença como país, para os brasileiros e até mesmo no cenário exterior, que não sejamos ridicularizados com os frequentes casos de corrupção em nossas estatais, ou que a nossa bolsa de valores não caia drasticamente com a reeleição de nosso presidente.

Jefferson Ribeiro

Um comentário:

  1. Excelente texto, muito bem fundamentado e pesquisado.
    Parabéns amigo!

    ResponderExcluir